Tudo o que você precisa saber sobre uma maquete eletrônica

As maquetes eletrônicas estão cada vez mais em alta e tornam-se, assim, em termos de necessidade para vários setores, como é o caso do setor imobiliário, por exemplo.

Apesar dessa popularidade, ainda existem muitas pessoas que não sabem o que é uma maquete eletrônica, o que coloca suas empresas para traz no mercado em meio a uma competitividade cada vez maior.

Por tudo isso, nós resolvemos trazer esse artigo contendo todas as informações que existem, em termos de importância, sobre esse tema essencial.

Para conhecer tudo o que é preciso saber sobre uma maquete eletrônica, não deixe de acompanhar esse texto até o final!

O que é uma maquete eletrônica?

Em termos gerais, a maquete eletrônica pode ser descrita como uma imagem criada, normalmente em formato 3D, com o objetivo de simular os ambientes em um determinado projeto.

Ela pode ser explicada, em termos mais específicos, como uma simulação volumétrica de um determinado projeto, que pode ser imobiliário, industrial, urbanístico ou arquitetônico.

A criação da mesma se dá em um ambiente gráfico em um computador, em que é utilizado a modelagem do projeto em três dimensões a partir de uma ferramenta/software de modelagem.

Antes do surgimento das imagens computacionais, a criação dessas maquetes era feita de modo artesanal, o que demandava não só tempo como muitos custos para qualquer empresa.

Hoje em dia, no mercado imobiliário, a criação de uma maquete imobiliária é uma ferramenta muito requisitada com a finalidade de se vender não só projetos de imóveis na planta, mas também empreendimentos imobiliários.

Quais são as vantagens de utilizar a maquete eletrônica?

Conhecido o que é uma maquete eletrônica, é hora de compreender quais são as vantagens da utilização desse tipo de projeto em três dimensões.

Com o uso desse tipo de software para criar maquetes virtuais, é possível cada vez mais transformar um determinado projeto de um empreendimento em algo realístico, atrativo e apaixonante para os clientes.

Se antes os clientes de um projeto tinham determinada dificuldades, tais como visualizar os ambientes internos, algumas angulações e os espaços em termos mais reais, hoje tudo isso é possível.

Assim, você pode imergir um cliente potencial no projeto do imóvel que ele deseja adquirir, mostrando como será o exterior e a fachada, como ficará o ambiente interno, os principais detalhes e o potencial que o mesmo tem.

Compreendendo o projeto com mais detalhes, o cliente poderá tomar decisões mais assertivas, já que até mesmo a funcionalidade de todo o espaço pode ser observada com uma maquete eletrônica em 3D.

Os compradores de um imóvel ou de um empreendimento imobiliário sempre gostam de visualizar todo o projeto do local, quando o mesmo não está pronto.

Essa visualização permite que eles compreendam qual a proposta total do local que será construído, assim como também o estilo de vida que será oferecido aos moradores.

Há muitas imobiliárias que já compreenderam a importância das maquetes eletrônicas, principalmente em termos de divulgação para lanças novos empreendimentos imobiliários.

Quando o cliente pode ver o resultado final daquele empreendimento, do modo mais realístico possível, então ele poderá tomar a decisão de comprar com mais segurança.

Muitas empresas já têm conseguindo uma grande quantidade de vendas em seus empreendimentos imobiliários muito antes dos mesmos começarem a ser construídos, tudo isso pelo forte apelo que esse tipo de projeto proporciona.

Etapas de desenvolvimento de uma maquete eletrônica

O desenvolvimento de uma maquete eletrônica pode ser dividido em três etapas principais: a modelagem, a renderização e a pós-produção.

A seguir, veja mais um pouco sobre cada uma dessas etapas:

  • Etapa de modelagem: consiste em o projeto que do modelo 3D que será desenvolvido, levando-se em considerações aspectos como as medidas ou importância da planta baixa do projeto imobiliário para o programa/software
  • Etapa de renderização: é uma das etapas mais complexas na produção de um projeto tridimensional, quando é realizada a representação, de forma matemática, dos pontos e das superfícies (vértices e polígonos) do espaço em termos tridimensionais. Os cálculos são realizados por um software, deixando a aproximação mais real possível
  • Etapa de pós-produção: é nessa etapa em que o projeto é finalizado, usando-se de programas que irão melhorar as imagens do projeto, tornando-o mais próximo da perfeição e encantador possível.

Conclusão

Como você viu, para diversos setores do mercado, incluindo o imobiliário, a criação de uma maquete eletrônica é um avanço incrível na demonstração de projetos de empreendimentos.

Neste texto, mostramos tudo o que você precisa saber para a criação de um projeto do seu empreendimento imobiliário através do uso desse tipo de ferramenta tecnológica.

Ainda foi possível verificar as principais vantagens que usar uma maquete eletrônica proporciona, permitindo assim mais interação e encantamento dos clientes, gerando muitas vendas.

Gostou do artigo de hoje sobre tudo o que você precisa saber sobre uma maquete eletrônica?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *