O que é ROAS? – Entenda o conceito e a aplicação do cálculo na prática!

O que é ROAS? Custos de publicidade. Essa é uma despesa que só vale a pena pagar se o anúncio trouxer clientes para sua oferta e, como resultado, gerar vendas. Online ou offline, medir a eficácia da publicidade é uma etapa importante para planejar com eficiência seu orçamento de marketing. É para isso que existe o ROAS. Portanto, caso queira entender o que é ROAS, acompanhe-nos até o final do conteúdo criado com ajuda da melhor agência digital Curitiba. Vamos lá!

Definição: o que é ROAS?

ROAS significa “Retorno sobre os gastos com publicidade”. O ROAS indica, portanto, o retorno de cada real investido em publicidade: quanto mais publicidade funciona, maior o ROAS. O ROAS é, portanto, algo como um caso especial de retorno sobre o investimento ou ROI – mas cuidado: o ROI inclui lucro, ROAS “somente” receita.

Como é calculado o ROAS?

Já sabemos o que é ROAS, mas e como calculá-lo? A fórmula para calcular o ROAS não poderia ser mais simples: basta dividir as vendas geradas pela publicidade pelos custos de publicidade.

Digamos que você atinja um faturamento de R$3.000, 00 com uma campanha que custou R$500,00. Então seu ROAS é 6.

  • R$3.000,00 : R$500,00 = 6

Se quiser, você pode multiplicar o ROI (Retorno de Investimento) por 100 para obter uma porcentagem: um ROAS de 6 é, portanto, equivalente a 600% (um valor muito bom, por sinal).

  • (R$3000,00 : R$500,00)*100 = 600 

Uma campanha (tende a) funciona se o ROAS for maior que um – quanto maior, melhor. Se for menos de um, fica claro que você está perdendo dinheiro – seus anúncios custam mais do que ganharam.

Às vezes, afirma-se incorretamente que o ROAS é uma medida do lucro gerado pela publicidade. Isso não é correto, pois é calculado apenas com base no volume de negócios realizados. Dependendo da sua margem de lucro, é possível sofrer perdas mesmo com um ROAS maior que um.

Por outro lado, um “ROAS ruim” menor que 1 também pode ser justificado se você souber que os clientes adquiridos vão gerar mais vendas nas semanas seguintes, por exemplo, se for um modelo de assinatura.

O que é um bom ROAS?

Saber se um ROAS, maior que um, também é um bom ROAS depende da sua margem de lucro. Se você gastar R$2.000,00 em uma campanha publicitária e com ela atingir R$10.000,00 em vendas, seu ROAS é igual a 5.

Se, no entanto, os R$10.000,00 em vendas, em última análise, lhe trouxerem apenas R$2.000,00, em receita após a dedução de todos os custos (isso equivale a uma margem de lucro de 20%), você jogou um jogo de soma zero.

As diferentes margens de lucro das diversas indústrias tornam o ROAS difícil de comparar. Exemplo:

Digamos que você venda produtos eletrônicos. Nesse setor, as margens de 30% são típicas, então digamos que seu lucro seja talvez 25% do seu faturamento (você também tem os custos de administrar a loja online, gerenciar devoluções etc.)

Então, um ROAS de 5 (R$2.000,00 de custos de publicidade, R$10.000,00 de faturamento) significa que você gastou R$2.000,00 em publicidade para obter R$2.500,00: infelizmente não é muito significativo.

Se, por outro lado, vende perfumes – neste caso a margem comercial é de cerca de 45%, e se assume um lucro de 40% do volume de negócios – o mesmo ROAS significa que R$2000,00 de despesas publicitárias trazem uma receita de R$4000,00: melhor ainda.

Os exemplos têm demonstrado: a definição de um bom ROAS depende do setor. Dependendo de sua margem de lucro, o mesmo valor de ROAS pode significar que você está tendo perdas gerais (por enquanto) com suas medidas de publicidade, que está gerando uma receita modesta ou que está ganhando bem diretamente.

Costuma-se dizer que um bom ROAS parte de um valor de 4, mas na realidade não se pode dizer que seja uma regra geral. Quanto menor a margem de lucro, maior deve ser o ROAS para anunciar com eficiência. Este é um problema que torna o dropshipping em conjunto mais difícil.

O ROAS na prática

A fórmula do ROAS pode ser simples, mas mesmo assim o problema se esconde nos detalhes. É necessário esclarecer uma questão fundamental: como exatamente é determinado o faturamento gerado por uma campanha publicitária? Medir a eficiência de campanhas publicitárias clássicas costuma ser uma ciência por si só.

  • Qual foi a ferramenta mais eficaz: anúncios impressos ou comerciais de TV?
  • Quantos clientes compraram porque viram os anúncios?
  • Quantos compraram talvez graças a recomendações ou espontaneamente?

Nesse caso, muitas vezes temos que trabalhar com estimativas e médias. O e-commerce, por outro lado, oferece a possibilidade de medir a eficácia das medidas publicitárias com extrema precisão por meio do acompanhamento de conversões.

O valor de conversão é utilizado para mensurar as vendas geradas por um anúncio, buscando não atrapalhar o cálculo do ROAS. O ROAS é uma métrica desenvolvida para campanhas publicitárias digitais e que se aplica, sobretudo, a estas últimas. Até a próxima!

Comentários estão fechados.