Inmarsat descobre que as empresas não estão usando dados de IoT de forma eficaz

[ad_1]

Gigante das comunicações por satélite Inmarsat descobriu que a grande maioria das empresas não está usando seus dados de IoT de forma eficaz.

Para sua pesquisa, a Inmarsat entrevistou representantes de 450 organizações nos setores de agricultura, eletricidade, mineração, petróleo e gás e transporte e logística.

86% dos entrevistados admitiram que sua organização não está usando os dados de projetos de IoT da maneira mais eficaz possível.

Mike Carter, presidente da Inmarsat Enterprise, disse:

“Embora nossa pesquisa mais recente mostre que a maioria das organizações de hoje está coletando dados de IoT, ainda há muito mais que as empresas precisam fazer para obter o máximo benefício disso.

A medida final do sucesso de um projeto de IoT é como ele melhora a maneira como uma empresa e seu ecossistema de parceiros operam. Isso é em grande parte resultante do tipo de dados extraídos e como eles são compartilhados e transformados em insights de negócios práticos e acionáveis ​​em tempo hábil.”

A principal barreira para o uso eficaz de dados de IoT é a preocupação com segurança e privacidade de dados, conforme citado por mais da metade (54%) dos entrevistados. Isso foi seguido por atrasos entre a coleta de dados e a disponibilidade (46%).

“Está claro a partir de nossas descobertas que muitas empresas ainda precisam empregar uma estratégia de dados de IoT como parte de sua estratégia geral de IoT, para garantir que seus dados cheguem onde precisam ir dentro da organização, sem falar em outras partes da cadeia de suprimentos. ” continua Cárter.

Cerca de um terço (33%) dos entrevistados citaram a falta de estratégia de dados de IoT como uma barreira para o uso eficaz.

“Sem uma estratégia coerente de dados de IoT, as empresas terão dificuldades para desenvolver a cultura de compartilhamento e colaboração de dados aberta e responsável necessária para garantir que seus projetos de IoT sejam bem-sucedidos”, explicou Carter.

Os pesquisadores descobriram que apenas 20% das empresas estão disponibilizando dados não confidenciais de IoT para qualquer pessoa em sua organização e para parceiros terceirizados. Quase dois em cada cinco (39%) limitam o acesso aos dados de IoT apenas a determinados departamentos de sua organização.

“Quatro em cada cinco empresas atualmente compartilham os dados criados a partir de seus projetos de IoT apenas dentro de sua organização, devido a preocupações com segurança ou privacidade, limitando sua capacidade de extrair valor comercial real desses dados”, disse Carter.

“No entanto, é encorajador que as empresas pretendam mudar essa situação, à medida que as organizações se tornam cada vez mais abertas ao compartilhamento de dados não confidenciais de IoT com seus parceiros, aumentando as cadeias de suprimentos produtivas.”

Uma proporção maior (38%) das empresas está mudando para compartilhar dados com a cadeia de suprimentos mais ampla em comparação com uma porcentagem menor (20%) que planeja limitar os dados de IoT a departamentos selecionados.

(Foto por Alina Grubnyak em Abrir)

Quer saber mais sobre a IoT com os líderes do setor? Verificação de saída IoT Tech Expo. Os próximos eventos da série serão realizados em Santa Clara de 11 a 12 de maio de 2022, Amsterdã de 20 a 21 de setembro de 2022 e Londres de 1 a 2 de dezembro de 2022.

Explore outros eventos e webinars de tecnologia empresarial que estão por vir, desenvolvidos pela TechForge aqui.

Tag: dados, empresa, inmarsat, internet das coisas, IoT, relatório, pesquisa, estudo

[ad_2]