Imunidade e saúde bucal: entenda a relação entre elas

Cuidar dos dentes não é apenas para garantir um sorriso bonito para melhorar a autoestima. Na verdade, existe uma série de fatores que ligam a imunidade e saúde bucal.

Isso porque o organismo humano está completamente ligado, desde os seus sistemas mais complexos, abarcando ossos, musculatura, cérebro e a boca.

O sistema imunológico é o responsável por proteger o corpo, evitando que substâncias afetem negativamente a saúde.

Ou seja, é um sistema complexo que engloba uma série de células e órgãos que funcionam em conjunto para barrar os causadores de doenças.

Como foi falado anteriormente, o organismo humano está todo interligado e a primeira fase de proteção contra a entrada de germes no corpo é pela pele e a mucosa bucal que, mesmo sendo ligeiramente mais frágil, possui vantagens de ter a enzima chamada lisozima, que é encontrada nas lágrimas, saliva e suor.

Além disso, existem doenças no corpo que podem ser originadas do acúmulo de bactérias na boca, principalmente no sistema digestivo.

A falta de um sorriso bonito também pode atingir a autoestima e autoconfiança para ter relações interpessoais, podendo atingir, também, a saúde emocional.

Manter uma boa saúde bucal previne doenças, evitando o crescimento de novas bactérias, que são nocivas na boca, mas que podem circular pelo organismo e ocasionar em uma baixa imunidade.

Além disso, Inflamações na boca podem prejudicar a imunidade e ocasionarem doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e Mal de Alzheimer.

Inclusive, existem sinais que parecem inofensivos, que surgem na boca, mas que depois causam complicações extremamente complexas, que possibilita enxergar a relação entre a imunidade e a saúde bucal.

Exemplo disso é o mau hálito, também chamado de halitose. Em sua maioria, é um indicativo de desequilíbrio da microbiota no sistema digestório que começa na boca e vai até o intestino.

Outro exemplo é o acúmulo de bactérias. Caso uma prótese seja mal colocada sobre um implante dentario ou o dente não seja higienizado adequadamente, esses espaços são propícios para o acúmulo de bactérias.

Isso favorece o surgimento de doenças bucais de grande gravidade, bem como o transporte desses maus agentes para circular pelo organismo.

Formas de manter a saúde bucal em dia e ter melhor imunidade

Pelo fato da cavidade bucal estar exposta ao mundo externo e todos os tipos de bactérias, germes e vírus que estão nele, a atenção aos cuidados com a boca precisam ser redobrados.

Com isso, hábitos de conservação da saúde bucal precisam ser adotados no cotidiano, como uma alimentação balanceada e higiene bucal.

1.  Alimentação

Alimentos doces, industrializados e processados agem como um veneno para a saúde do corpo e da boca.

Isso porque o açúcar alimenta as bactérias da boca, que, por sua vez, liberam um ácido que corrói o esmalte do dente e o deixa suscetível a acumular bactérias e desenvolver cáries.

Já os alimentos ricos em vitamina D e cálcio podem fazer a limpeza natural dos dentes junto com a produção de salina, além de preservar o esmalte do dente, deixando-o mais nutrido e forte.

Portanto, os alimentos indicados para uma boa saúde bucal são:

  • Cenoura;
  • Maçã;
  • Leite e derivados;
  • Ovo;
  • Amêndoas;
  • Queijo;
  • Espinafre;
  • Couve
  • Brócolis.

Os alimentos muito pigmentados devem ter o seu consumo evitado, principalmente se for feito em excesso. Isso porque eles podem ocasionar o amarelamento ou manchas nos dentes.

Isso vale principalmente para quem fez uso recente do procedimento de clareamento dental com moldeira, para que não perca o efeito do tratamento. Inclusive, para ampliar e prolongar o efeito do tratamento, alimentos fibrosos e adstringentes podem ser vantajosos.

2.  Higienização

Já quanto à higienização, os dentes devem ser escovados corretamente três vezes por dia ou ao final de cada refeição.

Utilizando uma escova de cerdas macias, deve-se fazer a escovação da arcada dentária com pouco creme dental, semelhante ao tamanho de uma ervilha, e fazendo movimentos circulares.

Após escovar os dentes, deve-se escovar a língua e também as paredes internas das bochechas.

Isso deve ser levado em conta, principalmente para quem procurou na internet por “aparelho invisível preco”, de modo a preservar a saúde bucal e a estrutura do tratamento, pois esse procedimento deixa em maior evidência os resíduos alimentares.

A higienização também deve ser feita bochechando 20 ml de enxaguante bucal ao final de cada escovação e passando fio dental, para que consiga limpar áreas que a escovação não consegue.

Esses hábitos também podem preservar os efeitos de procedimentos estéticos para quem quer um sorriso mais bonito, como a lente de contato de dente, aprimorando ainda mais o sorriso, estética e bem-estar.

Com todos esses cuidados, é garantido dentes mais belos e uma melhor saúde da boca, corpo e mente.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização