Hábitos populares que estão destruindo seu corpo

Com a pandemia algumas atitudes podem ter deixado seu corpo fora de forma, e agora é a hora de reverter os danos. Continue lendo sobre os hábitos populares que estão destruindo seu corpo, de acordo com especialistas.

Você pode estar sentado na posição errada enquanto trabalha por longos períodos

Sua mãe não estava totalmente errada; curvar-se certamente pode ser ruim para suas costas. Mas o oposto também é verdadeiro. Ficar sentado em linha reta por muito tempo sem uma pausa também pode causar tensão. Se você trabalha em um escritório, certifique-se de que sua cadeira esteja a uma altura em que seus joelhos fiquem em um ângulo de 90 graus, seus pés possam repousar totalmente no chão e você tenha um suporte adequado para a região lombar.

Você pode estar hidratado demais

Hidratação adequada significa ingerir cerca de 2-3 litros de água por dia, mas fazê-lo periodicamente ao longo do dia. Os sinais e sintomas da hiperhidratação são o resultado da diluição de nossos eletrólitos. A hiponatremia pode se manifestar com letargia ou alteração do estado mental, visto que o cérebro é sensível aos níveis de sódio no sangue. Náuseas e vômitos e perda de coordenação podem ocorrer também. Se continuar e não for corrigido, podem ocorrer convulsões ou coma. 

Você pode fazer exercícios incorretamente

Um dos exercícios mais comuns (mas ainda perigosos) que vejo realizados na academia são os halteres peitorais. O aspecto perigoso dos halteres peitorais que acontece com muitas pessoas é adicionar muito peso durante o exercício. Isso pode facilmente fazer com que alguém estenda demais as articulações dos ombros e impedi-los de manter os cotovelos em um ângulo fixo e seguro. A forma inadequada de exercícios pode ser prejudicial para a articulação do ombro de uma pessoa, que é uma das mais sensíveis do corpo e pode agüentar meses para curar se ferido. 

O alongamento estático de um músculo frio antes do exercício pode resultar em desempenho reduzido e aumentar o risco de lesões. Incorpore alongamentos dinâmicos, como estocadas e torções do torso que envolvem movimento. Isso vai melhorar a circulação e aumentar sua amplitude de movimento. Caso sinta alguma dor durante ou após os exercícios procure um médico ortopedista.

Você confia apenas em suplementos

Embora tenham o objetivo de suplementar qualquer nutriente que nos falte, não se destinam a substituir as fontes naturais de nutrição adequada de nossa ingestão de alimentos. Na verdade, tomar muitas vitaminas e suplementos pode ser mais prejudicial do que benéfico.

Você não bebe bastante água

Para esclarecer, refrigerantes, café e sucos não contam para sua ingestão de água. Você ainda deve beber pelo menos 8 a 10 copos de água por dia. Não fazer isso o deixará desidratado, o que pode causar inchaço, pele e boca secas, dores de cabeça e pressão arterial baixa. Também pode ser fatal em casos extremos.

Você não recebe vitamina D suficiente

Uma das piores coisas que você pode fazer pelo seu corpo é não sair de casa, o que resulta em não receber a quantidade recomendada de vitamina D. A falta de vitamina D pode levar à dor crônica, fadiga, suor e depressão, mas felizmente, você pode obter a quantidade recomendada simplesmente saindo ao sol ou comprando multivitaminas de venda livre.

Postura desleixada

É um hábito comum as pessoas assumirem uma postura desleixada ao sentar, especialmente quando ficam sentadas por períodos prolongados. Isso, infelizmente, coloca a coluna vertebral em uma posição desvantajosa e pode resultar em problemas nas costas e no pescoço. Sentar-se desleixado geralmente resulta em uma postura anterior da cabeça, aumento da pressão do disco e tensão excessiva nos ligamentos espinhais. Cada um desses fatores aumenta a probabilidade de dor.

Você tem má higiene oral

Um mau hábito que pode surpreender as pessoas é a forte ligação entre a má higiene oral e doenças cardíacas graves. A explicação mais simples é que a falta de escovação e uso do fio dental, o desenvolvimento de doenças gengivais ou gengivite e o adiamento das limpezas dentárias de rotina podem levar a infecções bacterianas sistêmicas que podem atacar as válvulas do coração. Isso nem inclui diabetes e outros fatores de risco cardiovascular associados ao desejo excessivo de doces.