O que a terapia ocupacional faz?

Pode ser que, para você, algumas atividades como fazer um café, calçar o seu sapato ou mesmo tomar um banho, seja algo simples que se faz com pouco esforço. No entanto, essa não é a realidade de todas as pessoas.

A verdade é que há pessoas que possuem alguma dificuldade motora ou intelectual. Por isso, precisam receber auxílio para coisas como essa. Fora isso, há aquelas pessoas que precisam de acompanhamento no processo de aprendizado ou mesmo em alguma atividade recreativa.

Para situações como essas, o terapeuta ocupacional é uma ótima alternativa. Afinal de contas, ele é apto para ajudar todos os tipos de públicos: recém-nascidos, crianças, jovens adultos e idosos. O leque de pacientes é bem grande, onde o intuito é auxiliar em atividades básicas.

Não é à toa que muitos o resumem por ser o profissional especializado e suprir a necessidade do próximo. E, como a sua participação tem se tornado cada vez mais importante, esse mercado vem se expandindo bastante nos últimos tempos.

Contudo, você sabe o que de fato o terapeuta ocupacional é capaz de fazer? É sobre isso que iremos falar no decorrer deste artigo. Então, não deixe de conferir.

O que a terapia ocupacional faz?

A sua função principal é prestar uma assistência de qualidade a todas as pessoas que precisam de algum tipo de ajuda em suas atividades sensoriais, motoras ou cognitivas básicas. Ou seja, desde pessoas que estão em processo de aprendizado até as que foram vítimas de algum acidente.

Fora isso, pessoas que sofrem de algum trauma, que possui algum distúrbio psicomotor ou demais doenças neurodegenerativas, também podem recorrer a esse profissional. Vale salientar que a cartela de pacientes engloba desde crianças até idosos.

Além do mais, as atividades podem ser as mais diversas, como higiene pessoal, desenvolvimento artístico, esportes, atividade de integração social, produtividade, lazer e coisas do gênero.

O terapeuta conhece, de forma profunda, as ocupações humanas de todas as formas. Assim, busca os caminhos para fazer com que o seu paciente consiga alcançar um determinado objetivo, por exemplo, o que é bem recompensador.

Contudo, vale citar que as atividades não são aleatórias. Na verdade, há uma grande bagagem de base científica, a qual visa apontar quais são as soluções mais eficazes, a fim de amenizar ou resolver um determinado problema.

Nas crianças, algumas brincadeiras que procuram trabalhar habilidades motoras, neurológicas e sensoriais, de acordo com a sua idade, podem ser muito eficazes.

Agora, com vítimas de acidentes, é preciso avaliar alguma atividade que ajude a pessoa a se sentir confortável e se adaptar à situação. E, assim superar todos os obstáculos, bem como desenvolver algumas habilidades.

Mas, e em relação àqueles que sofrem de algum transtorno mental, como depressão, ansiedade ou síndrome do pânico? Nesse caso, o terapeuta pode indicar alguma dinâmica mais específica, onde o objetivo é despertar o senso de propósito e autoestima do paciente.

Isso quer dizer que não há nenhuma fórmula pronta. Tudo procura se adaptar de acordo com a necessidade do paciente, visto que o intuito é fazer com que ele consiga superar a situação.

Leia também: benefícios da massagem tântrica.

O que a terapia ocupacional faz: onde trabalha?

Uma dúvida bem comum diz respeito a quais locais o terapeuta ocupacional é capaz de trabalhar. Estima-se que, no Brasil, a população idosa será a quinta maior do mundo, daqui a poucas décadas. Assim, acaba abrindo uma enorme oportunidade para terapeutas ocupacionais.

Mas, nos dias de hoje, é possível encontrar esse profissional nas seguintes áreas:

  • Hospitais;
  • Clínicas;
  • Ambulatórias;
  • Escolas;
  • Lar de idoso;
  • Clínica de repouso;
  • Projetos sociais;
  • Penitenciárias etc.

Ou seja, quer dizer que é um campo bem vasto, cuja tendência é crescer cada vez mais nos anos seguintes. E, como há pessoas com problema de locomoção que precisam desse profissional, o atendimento domiciliar tende a crescer bastante.

Fora isso, ter um consultório próprio também se mostra uma boa opção, em especial para aqueles que têm um espírito empreendedor.

Quanto ganha um terapeuta ocupacional?

Antes, vale salientar que isso pode depender de acordo com algumas questões, como o estado em que reside ou mesmo de acordo com o local em que você trabalha. Fora isso, os salários ainda podem melhorar bastante.

No entanto, na média nacional, o salário está entre R$2.800,00 por mês. Mas, no início da carreira, os valores estão entre R$1.400 a R$2.300. Contudo, se formos levar em consideração aqueles que têm mais experiência, eles recebem entre R$2.100 e R$3.700.

Mas, no que diz respeito aos que já têm uma longa bagagem nesse mercado, podem ganhar acima de R$5.000,00. No entanto, os valores se referem a apenas um local de atuação. Contudo, sabe-se que grande parte dos profissionais na área trabalham em mais de um local ou mesmo atendendo em domicílio.

Post Anterior: Qual é a vantagem de fazer um curso para full stack?