Fotógrafo freelancer: por que se tornar um?

Tornar-se um fotógrafo freelancer pode ser uma excelente ideia para você mudar de carreira ou até mesmo fazer uma renda extra. 

Mas, como se tornar um fotógrafo freelancer? Será que é difícil? Como é o mercado nessa área? O que é preciso para se destacar? 

Se você se interessou por essas questões, então esse artigo é para você! Confira tudo o que você precisa saber sobre por que se tornar um fotógrafo freelancer. 

O que é um fotógrafo freelancer? 

Fotógrafo freelancer é aquele profissional que trabalha por conta própria. Ou seja, ele não é funcionário de um estúdio nem trabalha para uma empresa, por exemplo. 

Há vantagens e desvantagens em ser esse tipo de profissional. 

A grande vantagem é que você pode cobrar o preço que achar justo por cada trabalho. Além disso, você não precisa prestar contas para seu chefe. De fato, o seu cliente é seu chefe! 

Assim, o fotógrafo freelancer faz seu próprio horário, encaixa quais clientes acredita que sejam ideais e segue na sua profissão. 

Mas, pode ser difícil conseguir clientes quando se ainda não tem um nome bastante consagrado no mercado. 

Outra desvantagem é que você precisa sempre estar bem atento à divulgação do seu nome e do seu trabalho. Afinal, quando se trata de um fotógrafo freelancer, você é responsável pela sua própria propaganda. 

Vamos falar mais sobre as vantagens e desvantagens de ser um fotógrafo freelancer. 

Fotógrafo freelancer: vantagens e desvantagens 

Começaremos pelo lado positivo. A começar, conforme já citamos, você torna-se responsável pela captação de clientes. Portanto, você pode escolher aqueles clientes que são mais próximos ao seu perfil de fotógrafo. 

Quando você trabalha para uma empresa, por exemplo, não tem essa escolha: deve fazer os trabalhos que lhe são passados, sem poder optar se aqueles trabalhos têm o seu perfil. De fato, isso é muito importante, em trabalhos criativos, como é o caso da fotografia. 

Outra vantagem é que você pode ter mais flexibilidade. Se está com tempo, pode encaixar vários clientes. Já se tem outros compromissos, pode arrumar a sua agenda, conforme o que for melhor para você. 

Porém, há desvantagens. Se você não é um profissional muito organizado, pode acabar se perdendo quando tiver que executar o seu trabalho, fazer a cobrança, emitir notas e os demais encargos. 

Então, se você acredita que essa é uma área de trabalho na qual você pode ter sucesso, vamos te dar algumas dicas de como se tornar um excelente fotógrafo freelancer. 

Leia também: Estratégias de marketing para atrair clientes durante a crise

Dicas de como se tornar um ótimo fotógrafo freelancer 

Está decidido (a) em se tornar um (a) fotógrafo (a) freelancer? Então, veja essas dicas para ser um excelente profissional! 

1. Organize-se financeiramente 

O primeiro passo é se organizar financeiramente. Afinal, quando se inicia em qualquer área como freelancer, não é garantia que a entrada de dinheiro vai ser alta. 

Portanto, o primeiro passo é você se organizar financeiramente. Assim, se os clientes forem poucos ou houver períodos em que a entrada de dinheiro for baixa, você não pensará em desistir por questões financeiras. 

2. Tenha bons equipamentos 

Para ser um bom fotógrafo freelancer, um dos quesitos essenciais é apostar em bons equipamentos. Claro que, à medida que você for evoluindo na carreira, você pode investir em outros equipamentos também. 

Mas, não adianta achar que você vai tirar um retrato profissional, por exemplo, somente usando a câmera do seu celular. Nenhum cliente também aceitaria isso. 

Você terá que ter em mãos ao menos uma câmera profissional, que te permite trocar lentes, alterar parâmetros, para obter as melhores fotos. 

3. Saiba quem é seu público 

Outro erro bastante comum que muitos fotógrafos que estão começando cometem é tentar captar todos os clientes possíveis, sem definir quem é seu público. 

Porém, no caso de fotógrafos, é importante definir quem é seu público-alvo. Uma fotógrafa que goste de fazer ensaios newborn, por exemplo, deve investir em um ambiente acolhedor, com roupas e acessórios esterilizados para os recém-nascidos. 

Já um fotógrafo de casamento pode dedicar-se a estudar mais ambientes externos, visto que muitos casamentos são realizados fora de ambientes fechados. 

4. Invista em um portfólio digital e redes sociais 

Outras ações importantes para fotógrafos freelancer são investir em um portfólio digital e suas redes sociais. 

Atualmente, boa parte dos contatos é feito através das mídias sociais. Portanto, é essencial manter suas redes sociais ativas e sempre com conteúdo de qualidade, divulgado seu trabalho. 

No caso do portfólio digital, é fundamental que ele tenha seus contatos e um pouco dos seus melhores trabalhos, para que o cliente possa te conhecer.

5. Opte pelo profissionalismo 

Por último, um fotógrafo freelancer deve sempre cobrar pelo seu trabalho. Para saber quanto cobrar, faça o cálculo da sua hora de trabalho e quantas horas você pretende trabalhar no evento. 

Além disso, inclua os custos do trabalho. 

Faça um contrato com o cliente, apresentando claramente o que está sendo contratado, forma de pagamento, como será a entrega das fotos, dentre outros itens importantes. 

Assim, o cliente perceberá que você é um fotógrafo bastante profissional no seu trabalho!