Financiamento de apartamento: como fazer e quais documentos preciso?

Ter seu próprio imóvel é o sonho de muitas pessoas e graças ao financiamento essa realidade se tornou cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Isso porque, ele é considerado um dos melhores e principais aliados para quem deseja ter seu próprio apartamento. Contudo, o financiamento ainda pode causar diversas dúvidas nos indivíduos, visto que o caminho a ser percorrido precisa ser calculado e planejado. Independente se ele será feito diretamente com a construtora ou por uma instituição financeira, é preciso reunir uma série de documentos para depois assinar o contrato e garantir sua carta de crédito.

Eles são necessários para que o credor tenha a garantia de que você irá conseguir arcar com todo o processo de amortização dos juros e quitar as parcelas do apartamento. Afinal, tais fatores podem comprometer boa parte de sua renda por um período de tempo significativo. Então, se você quer aprender como financiar um apartamento e quais são os documentos necessários, continue lendo esse post.

O que é o financiamento?

O primeiro passo é entender o que é o financiamento para não confundir com outras maneiras de adquirir um imóvel. Quando você quer comprar um apartamento, mas não possui todo o valor necessário, você pode financiá-lo. Ou seja, os bancos pagam ao vendedor do imóvel a quantia que o comprador quer financiar. Com isso, o ele deve pagar ao banco o valor com juros e de forma parcelada.

Durante esse período, o apartamento irá ficar ligado à pessoa que realizou a compra, não ao banco. Contudo, ele não pode ser negociado até que a dívida seja paga.

Como fazer o financiamento?

Como falado, o financiamento é um produto oferecido pelos bancos para comprar imóveis por meio de construtoras. O interessante é que não é necessário ser cliente do banco em que será solicitado o financiamento, mas caso seja, a aprovação pode ser mais fácil. Isso porque, o banco tem ciência de suas movimentações bancárias e sabe se você está apto e tem condições de bancar o financiamento.

As linhas de crédito irão variar de acordo com a renda de cada pessoa que deseja comprar um apartamento, pois assim é possível se adequar a realidade financeira de cada um. Além disso, um dos principais diferenciais do financiamento é a possibilidade de realizar o pagamento a longo prazo, podendo chegar em até 35 anos. Por isso, estar com o nome limpo no SPC e Serasa é essencial para que sua solicitação de crédito seja aceita.

Para escolher a melhor instituição financeira, compare as taxas de juros e veja qual melhor de adequa à sua realidade. Além disso, uma dica muito importante é escolher um imóvel que não comprometa mais do que 30% de sua renda familiar, para que você tenha mais segurança e as parcelas não se tornem uma bola de neve em sua vida.

Quais os documentos necessários para financiar um apartamento?

Depois de identificar a condição de seu CPF e comprovar que está tudo certo, é hora de reunir toda a documentação necessária. Isso porque, como falado anteriormente, é preciso comprovar sua renda familiar mensal para mostrar que pode arcar com o financiamento.

Caso possua carteira assinada, você pode comprovar sua renda com o contracheque, sendo necessário possuir cópias atualizadas dos seguintes documentos:

  • CPF;
  • RG;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento (se possuir);
  • Comprovante de endereço (atualizado);
  • Carteira de trabalho;
  • Declaração do imposto de renda (se possuir).

Agora, se você for autônomo ou pessoa jurídica por meio da MEI, sua comprovação será feita por meio de seus extratos bancários dos últimos meses. Sendo assim, os documentos necessários são:

  • CPF;
  • RG;
  • Certidão conjunta de quitação de débitos relativos a tributos federais;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento (se possuir).

Por fim, ainda é possível utilizar seu FGTS para pagar parte do financiamento e para isso, é necessário ter em mãos:

  • Extrato do FGTS autenticado ou carimbado e emitido pela caixa;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Carteira de trabalho;
  • Declaração do imposto de renda (se possuir);
  • Comprovante de declaração do IR do cônjuge (se houver, em caso de união estável ou casamento)

Etapas finais

Depois de escolher a instituição financeira, avaliar a situação de seu CPF e o banco aceitar todos os documentos, é necessário realizar uma avaliação para confirmar o valor do apartamento. Isso pode ser feito por engenheiros, arquitetos, imobiliárias e outras empresas do ramo.

Com a confirmação realizada, o banco já pode criar o contrato para que comprador e vendedor assinem o documento, com a necessidade de estar registrado em cartório. A seguir, o crédito já é liberado e o vendedor pago, sendo agora responsabilidade do comprador pagar as parcelas e quitar sua dívida com o banco.

Portanto, adquirir seu próprio imóvel é um grande passo e que deve ser planejado e bem pensado para não prejudicar sua vida e saúde financeira.

Com tudo isso em mente, temos uma recomendação de imóveis de luxo onde você pode começar o seu planejamento de compra na “fazenda boa vista porto feliz”. Ótima oportunidade para investir em um imóveis de luxo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *