Existe seguro de moto? Saiba agora!

Sim, existe seguro de moto! Em relação ao carro, a motocicleta é um veículo mais barato, sendo ele além de mais fácil aquisição, como também um meio de transporte rápido que movimenta as cidades e a economia. Mas, por ser um bem muito desejado, está muito suscetível a acidentes e furtos, infelizmente.

Se você quiser trafegar pelas ruas do nosso país com segurança, ou segurado, é necessário adquirir um seguro para sua moto. Segundo dados do MI – Ministério da Infraestrutura de outubro de 2021, existem cerca de 25 milhões de motos registradas em todos os detrans do país!

Este valor corresponde a cerca de 22,5% dos veículos de todo o país em circulação, porém, os carros representam cerca de 54% da frota nacional. Mas, quando se observa as ocorrências do trânsito esse percentual muda drasticamente.

Atualmente, neste levantamento foi constatado que apenas no estado de São Paulo, a cada 4 acidentes, 3 envolvem motos. Dados estes que foram retirados no ano de 2020 pelo seguro DPVAT, e estes valores são muito parecidos em outras regiões e estados do país.

A profissão perigo, conhecida como motociclistas, é a profissão que mais corre riscos e prejuízos. Pois, caso ocorra uma colisão com um carro ou uma moto, o prejuízo sempre é do veículo de porte menor, neste caso, a moto.

Contratar um seguro poderá evitar grandes transtornos aos proprietários de motos, principalmente aqueles que usam ela como profissão ou sustento. Ao contratar um seguro para moto você irá se proteger de roubos, furtos e avarias por quedas.

Existem dois tipos de seguros para motos, o compreensivo e o não compreensivo. O primeiro, o compreensivo, tem uma abrangência maior, ou seja, completa, cobrindo danos parciais e totais. Já o não compreensivo, somente irá cobrir roubo ou furto.

Lembrando que em ambas as formas de seguro, é cobrado franquia. A franquia é um valor que o segurado irá pagar como valor mínimo estipulado na apólice para poder acionar o seguro. Existem alguns seguros que deixam claro que em caso de perda total em acidente, não se paga franquia, convém pesquisar.

Tipos de incidências

Sempre que você for contratar um seguro para a sua moto, procure saber se ele é compreensivo ou não compreensivo, mas, saiba que a maioria das seguradoras protegem das seguintes coberturas em caso de compreensão (seguro total):

  • Incêndio;
  • Roubo;
  • Furto;
  • Colisão.

Essas são as incidências mais comuns, porém, como diferencial algumas prestam um serviço técnico 24 horas ou guincho. Sendo este último útil caso você fique na estrada por um problema mecânico ou pneu que furou.

Em caso de perda da chave, ela poderá enviar um chaveiro ou um técnico mecânico para seu auxílio, principalmente em caso de problemas como falta de combustível ou pane elétrica. Lembrando que dependendo da seguradora, o acionamento do guincho poderá ser limitado em um número X de vezes.

Danos Pessoais (Corporais) X Danos Materiais (Veículo) X Danos a Terceiros

Na apólice entregue a você pela seguradora, ficará citado todas as condições do contrato. Sendo assim, antes de fechar o seu seguro, procure ler todas as cláusulas e saber quais os tipos de danos ao veículo e a terceiros ele irá cobrir.

Danos Pessoais: todos os danos causados a você em caso de acidente. As seguradoras irão cobrir um valor X pré-determinado em caso de algum acontecimento com o segurado. Nesta categoria contempla o pagamento de assistência médica para o tratamento e recuperação.

Danos Materiais: Esta categoria diz respeito a avarias que podem ocorrer no seu veículo, como por exemplo: amassado.

Danos a terceiros: Nesta categoria, é bom você tirar dúvida com o seu corretor ou agente de seguros. Caso ocorra de você atropelar alguém ou dar PT em um carro de terceiros, existe um valor pré-determinado onde a seguradora contratada por você irá cobrir.

Como contratar um seguro para minha moto?

Você poderá contratar um seguro pela internet ou poderá procurar um corretor para intermediar e levantar os valores para o seu seguro. Este profissional irá cuidar de preencher o seu perfil e fazer a cotação dos valores em diversos tipos de seguradoras conforme as condições indicadas por você.

Após isso, você irá fazer um comparativo de preços e condições oferecidas por cada uma, onde ele irá indicar qual a melhor para o seu perfil. E assim, você poderá optar pela melhor, ou a que te fará economizar na hora de fechar a sua apólice de seguro para sua moto.

Lembrando que algumas informações podem ser levadas em conta para determinar o valor final do seguro da sua moto, como por exemplo: Seu endereço e o índice de roubos na região, sua idade, e até o endereço profissional onde você irá todos os dias.

Leia também: Motociclismo: liberdade que só uma moto pode oferecer

Comentários estão fechados.